Cosems RJ participa do IV Encontro de Educação Permanente do Estado

por / quarta-feira, 03 janeiro 2018 / Categoria Destaques, Notícia em Destaque

A presidente do Cosems RJ e secretária municipal de saúde de Piraí, Maria da Conceição de Souza Rocha, participou, no dia 8 de dezembro, do IV Encontro de Educação Permanente do Estado do Rio de Janeiro. O evento foi realizado pela Secretaria Estadual de Saúde na Escola de Contas e Gestão do Tribunal de Contas do Estado, no centro da capital. O secretário municipal de saúde de Paraíba do Sul, Fabiano Ribeiro dos Santos, que é vice-presidente regional do Cosems RJ para a região Centro Sul, também participa do encontro como palestrante.
Além de estar na mesa de abertura, Maria da Conceição fez uma apresentação sobre os novos desafios para Sistema Único de Saúde, tendo como foco a ótica da gestão municipal. Ela falou das dificuldades de financiamento enfrentadas pelos municípios, ao mesmo tempo em que aumentam suas atribuições.

A presidente do Cosems RJ elencou o que os municípios têm feito apesar desse contexto crítico e ressaltou a necessidade de se garantir a transversalidade da Política Nacional de Educação Permanente em Saúde (PNEPS) e envolver o gestor municipal em sua condução. Segundo ela, a PNEPS pode contribuir para a necessária transformação dos processos formativos e das práticas pedagógicas e de saúde. Para Maria da Conceição, também é importante fortalecer o papel do Cosems RJ frente ao compromisso de fazer a rede SUS acontecer em benefício da saúde da população.
Em sua apresentação, Fabiano dos Santos falou sobre as perspectivas e novas diretrizes da educação em saúde. Ele lembrou que, por meio da educação permanente é possível constituir novas tecnologias, saberes e praticas capazes de radicalizar na implementação do SUS. Além disso, a articulação de elementos da educação, atenção, gestão e a participação permitem a produção de dispositivos nas práticas de saúde compreendendo a história do setor saúde e a necessidade de tecnologias inovadoras para este fazer saúde.

“É necessário resignificar o papel dos municípios no que diz respeito à atenção à saúde e à formação e, também, compreender que as unidades de saúde são unidades formadoras, transformando as práticas em saúde em práticas também pedagógicas”, afirma Fabiano. Com a concepção de que o Sistema Único de Saúde é também uma escola, o vice-presidente da região Centro-Sul apontou, ainda, que é necessário investir na educação permanente como instrumento de reorientação das práticas em saúde e abrir a rede de serviços para a formação de trabalhadores.

O encontro contou com a presença do secretário de Estado de Saúde, Luiz Antônio Teixeira Jr. E teve como objetivo geral apoiar a qualificação dos profissionais em saúde e, ainda, aprimorar o atendimento prestado à população. Também participaram do evento a representante do Ministério da Saúde Maria Aparecida Timo e o diretor geral da Escola de Contas e gestão do TCE, João Paulo Lourenço.


TOP