Oficina de planejamento reúne técnicos e diretores do Cosems RJ

por / sexta-feira, 15 maio 2015 / Categoria Notícias Cosems RJ

Resultados do encontro subsidiarão novo plano de trabalho da entidade

Técnicos e diretores do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Estado do Rio de Janeiro (Cosems RJ) participaram nos dias 6 e 7 de maio, no Centro do Rio de Janeiro, de uma oficina de planejamento que subsidiará o corpo gerencial e técnico da entidade no processo de formulação de seu plano de trabalho, que conterá novas diretrizes e estratégias de atuação institucional. Para conduzir a oficina, o Cosems RJ recebeu Carmen Cecília de Campos Lavras e Domenico Feliciello, pesquisadores da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), com experiência direta na gestão municipal da Saúde e na organização da Atenção Básica.

“A oficina é uma oportunidade de fazer uma pausa e pensar sobre como fortalecer a perspectiva e atuação do Cosems RJ para o novo Sistema Único de Saúde (SUS) que queremos criar. E isto exige parar, pensar e planejar, para além das respostas imediatas, as demandas de Saúde que não param de chegar”, apontou Carmen. No início, a pesquisadora propôs que os participantes pensassem como o Cosems RJ pode acompanhar, dinamizar e viabilizar as mudanças necessárias na gestão municipal, de forma a aprimorar e assegurar o SUS.

Depois, a partir da escuta de relatos de técnicos e membros da diretoria, Carmen e Domenico trabalharam no diagnóstico das fragilidades e potencialidades da entidade. Eles também procuraram entender a visão de técnicos e gestores sobre quatro grandes desafios do SUS: financiamento; aprimoramento do modelo de gestão tripartite; fragmentação do modelo de atenção; e qualificação das práticas clínicas.

Para Carmen, o Cosems RJ pode atuar de forma inovadora no enfrentamento dos desafios colocados hoje aos gestores e à própria manutenção do SUS. Ela avalia que um dos carros-chefes dessa atuação é o projeto Apoiadores Regionais, que deve ser encarado como um programa o qual, além de demandar uma fonte estável de financiamento, pode ter sua dinâmica de funcionamento ainda mais aprimorada. “O Cosems RJ tem a possibilidade de fazer uma mudança no SUS a partir da presença potente nas regiões com os vice-presidentes regionais e os apoiadores, mas para isso o apoiador precisa ser instrumentalizado”, analisou.

De acordo com a presidente do Cosems RJ, Maria da Conceição de Souza Rocha, os debates e reflexões proporcionados pela oficina servirão como importantes pilares na construção de novas diretrizes e no planejamento das ações da entidade nos próximos dois anos. “Sabemos que não é fácil para um secretário municipal de saúde se ausentar do seu município para participar de uma oficina como esta, mas, ao mesmo tempo, a experiência como gestores também nos mostra que um planejamento feito de forma cuidadosa, aliado ao acompanhamento e adequação das ações planejadas pode render bons resultados. Acredito que agora temos uma base ainda mais consistente para construir este planejamento e levar adiante as ações do Cosems RJ de modo a fortalecer o apoio aos secretários e contribuir com o aprimoramento da gestão tripartite e a defesa do SUS”, resumiu.

Em breve os pesquisadores da Unicamp enviarão ao Cosems RJ de forma sistematizada todo o material que recolheram para que um grupo de trabalho possa concluir a produção do plano e acompanhar rotineiramente sua implementação. “Para que se transforme em um instrumento de gestão é importante que este não vire um plano ‘de gaveta’, mas que se transforme em projetos e gere um cronograma de ações já para o segundo semestre”, sugeriu Domenico.


TOP