Retrocesso na saúde mental

por / segunda-feira, 18 dezembro 2017 / Categoria SUS em debate

Nos últimos 30 anos, o Brasil construiu uma política de Estado para portadores de transtornos mentais que ganhou o reconhecimento da Organização Mundial da Saúde.
Essa política abriu quase 3.000 serviços de saúde mental comunitários, redirecionando recursos antes gastos em manicômios, que excluíam sem tratar. Muitos, aliás, violaram direitos humanos, como denunciado pela imprensa e pelo Ministério Público.

 


TOP