Primeira assembleia do ano promove acolhimento aos novos gestores e anuncia processo eleitoral do Cosems RJ para biênio 2021/2023

por / segunda-feira, 18 janeiro 2021 / Categoria Assembléia

No último dia 14 de janeiro, o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Estado do Rio de Janeiro (Cosems RJ) realizou sua primeira assembleia de 2021. Com presença maciça de gestores e técnicos, o encontro deu boas-vindas aos novos secretários fluminenses, anunciou o processo eleitoral da diretoria da entidade para o biênio 2021/2023 e abordou questões relacionadas ao enfrentamento da pandemia de Covid-19, incluindo taxas de ocupação nos hospitais e a situação das vacinas contra a doença. Na parte da tarde, um evento de acolhimento organizado em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro (SES RJ) foi realizado.

Para dar início, novos secretários e os que continuam a frente das pastas se apresentaram e receberam a acolhida da presidente do Cosems RJ, Maria da Conceição de Souza Rocha. “É um prazer estarmos juntos aqui hoje. Lamento que não seja de forma presencial, mas podemos comemorar que temos recursos para nos apresentarmos e nos aproximarmos.  Desejo sucesso para todos nós, já que o nosso sucesso é o sucesso do SUS”, ressaltou Maria da Conceição. Toda a equipe do Cosems RJ também se apresentou aos participantes da assembleia.

A realização de oficinas no formato online para capacitação dos municípios na análise exploratória de dados da saúde através do TABNETs – sistemas de informações do Ministério da Saúde – e das bases existentes na página da SES RJ foi tema abordado pela integrante da equipe da Assessoria de Informação em Saúde da Secretaria de Estado, Ceres Albuquerque. Ela fez uma apresentação das informações que são disponibilizadas aos gestores municipais no portal da SES RJ (www.saude.rj.gov.br ) comunicou o calendário das oficinas de capacitação. “Serão dois encontros. Um deles com ênfase na análise dados dos TABNETs, que acontecerá no dia 19 de janeiro. O segundo, que falará sobre o uso do TABNET com foco na Atenção Primária, será realizado nos dias 26 e 27 de janeiro”, reforçou Ceres.

Enfrentamento ao Covid-19

No contexto do enfrentamento da pandemia do Covid-19, a assembleia debateu a minuta de repactuação do preenchimento das taxas de ocupação. Luciane Velasques, da Secretaria de Vigilância em Saúde da SES RJ, fez um panorama das ações desenvolvidas na área e explicou que os municípios precisam preencher e enviar o formulário sobre a taxa de ocupação de leitos de enfermaria e UTI diariamente.  “A SES RJ está buscando aprimorar as informações e precisamos a ter essa responsabilidade, consolidar os dados e fazer o envio das informações reais, o que é extremamente importante”, reforçou a presidente do Cosems RJ.

Ainda discutindo aspectos relacionados à pandemia, o assessor técnico do Cosems RJ, Manoel Santos, apresentou informações sobre a situação das vacinas, incluindo temas como o plano de vacinação da SES RJ, calendários de capacitação, aquisição e gerenciamento de insumos e monitoramento pós-vacinação. “Como gestores de políticas públicas de saúde, temos que indicar, divulgar as vacinas que são seguras. O Programa Nacional de Imunização é reconhecido internacionalmente e precisa coordenar o processo para não haver desigualdades. Um grupo será montado pela SES RJ e Cosems RJ (um representante por região) para escrever uma orientação sobre quem priorizar, já que receberemos quantidades fracionadas das doses. Esse processo é muito complexo e é preciso que SES RJ organize e apoie os municípios em relação aos efeitos adversos pós-vacinação”, declarou Maria da Conceição de Souza Rocha.

Acolhimento aos novos gestores

O Cosems RJ convidou os secretários municipais para encontros regionais, com datas a serem definidas, com o evento “Conversando com os gestores – Preparando o novo período de gestão”. O objetivo é gerar integração e apresentar as principais atividades da entidade, como órgão representativo da gestão municipal do SUS. As datas de realização serão divulgadas em breve. “Esse colegiado é fundamental para a defesa do SUS, para reunir forças de forma suprapartidária e fazer a maior política pública de inclusão desse país, que é o SUS. Somos todos gestores e precisamos valorizar esses espaços”, ressaltou a presidente do Cosems RJ.

Processo de eleição para próxima Diretoria do COSEMS RJ -2021/2023

O assessor jurídico do Cosems RJ, Mauro Silva, exibiu as orientações jurídicas e institucionais sobre o processo de eleição para a próxima diretoria da entidade, biênio 2021/2023, prevista para acontecer em assembleia extraordinária no dia 11 de fevereiro. O cronograma, edital, regulamento para composição das chapas e a comissão eleitoral foram apresentadas. “Precisamos da participação de todos os gestores para que tenhamos quórum qualificado e um processo eleitoral válido”, explicou Mauro. As informações sobre o processo estão disponibilizadas na página do Cosems RJ (www.cosemsrj.org.br).

Acolhimento aos novos gestores

Ainda durante a assembleia, o Cosems RJ convidou os secretários municipais para encontros regionais, com datas a serem definidas, com o evento “Conversando com os gestores – Preparando o novo período de gestão”. O objetivo é gerar integração e apresentar as principais atividades da entidade, como órgão representativo da gestão municipal do SUS. As datas de realização serão divulgadas em breve. “Esse colegiado é fundamental para a defesa do SUS, para reunir forças de forma suprapartidária e fazer a maior política pública de inclusão desse país, que é o SUS. Somos todos gestores e precisamos valorizar esses espaços”, ressaltou a presidente do Cosems RJ.

Na parte da tarde, um encontro especial foi realizado em parceria com a SES RJ para dar boas vindas aos novos gestores. O secretário de Estado de Saúde do Rio de Janeiro, Carlos Alberto Chaves, abriu o evento. “Agradeço a presença de todos e ressalto que essa oportunidade é muito importante porque é a hora da união. Em 10 anos, pelo Ministério Público, eu percorri os 92 municípios fluminenses e sei a dificuldade de cada um deles. Estamos em momento de pandemia que só desnudou essas dificuldades que já existiam. Os problemas no SUS sempre aconteceram, mas a pandemia mostrou as fragilidades. O SUS é vital, mas essas dificuldades nos levaram à situação que nos encontramos hoje”, avaliou o secretário.

A presidente do Cosems RJ, Maria da Conceição de Souza Rocha, também falou aos participantes. “As pessoas que acreditam no SUS, nas políticas públicas, apesar de todas as dificuldades, se fortalecem nesse caminho. Além da pandemia, temos outros desafios grandes e precisamos de gestores fortes, que acreditam no trabalho e todos nós que colocamos nossos nomes à disposição para estar a frente dessas políticas públicas, com todas as dificuldades, pecamos por fazer, por fazer errado ou não fazer. Isso tem que ficar claro, não podemos desviar dos nossos princípios, atuar com seriedade, conhecer as leis. Dou boas-vindas a todos”.

Para finalizar o encontro, a SES RJ apresentou sua equipe e um panorama sobre a situação da pandemia no estado foi apresentado pela Superintendência de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde. O cenário epidemiológico, número de casos e óbitos confirmados por região, indicadores do nível de risco, ampliação da testagem e o Plano de Contingência para a vacina contra a Covid-19 foram alguns dos aspectos debatidos.


TOP